igreja é bombardeada na inauguração; 2 pessoas morreram


Uma igreja recém construída na Síria foi bombardeada durante a inauguração, deixando dois mortos e 12 feridos. O templo estava lotado no momento que foi atingido por um artefato disparado por terroristas.

O templo da Igreja Ortodoxa grega na cidade de Al-Suqaylabiyah, foi construído como uma réplica em menor escala da Basílica de Santa Sofia de Istambul com a ajuda da Rússia. A obra ficava a 48 quilômetros da província central de Hama, na Síria.

A agência de notícias Árabe Síria afirma que as investigações ainda não puderam determinar se o ataque teria sido realizado por meio do disparo de foguetes, mísseis ou drones armados.

O governo sírio do presidente Bashar al-Assad estava construindo a igreja como uma réplica de Hagia Sophia em Istambul, Turquia, com a ajuda do governo russo em resposta à conversão do templo em uma mesquita em julho de 2020 pelo governo turco.

A construção da “mini” réplica de Hagia Sophia, igreja dedicada à sabedoria divina, começou há dois anos, com a aprovação do governo sediado em Damasco.

O órgão de monitoramento da perseguição religiosa a cristãos International Christian Concern (ICC), disse que, embora os autores do ataque à igreja sejam desconhecidos, “acredita-se que sejam membros afiliados a atores não estatais apoiados pela Turquia”.

“Durante a guerra civil, vimos o governo sírio, Turquia, Rússia e outros competirem por influência em todo o país. O ataque de domingo é um lembrete doloroso de que esta competição coloca repetidamente cristãos inocentes no fogo cruzado da violência regional”, declarou Jeff King, presidente da ICC.

Ele disse que “as partes em conflito na Síria mais uma vez mostraram um desrespeito inaceitável pela vida civil. Nossas orações estão com as vítimas deste ataque”, segundo informações do portal The Christian Post.

Partes da província de Hama são controladas por um grupo chamado Hayat Tahrir Al-Sham, que foi uma representação dos terroristas da Al-Qaeda na Síria, segundo a AFP.

A Missão Portas Abertas classifica a Síria como o 15º país mais hostil do mundo a cristãos. A população cristã do país do Oriente Médio diminuiu desde o início da guerra civil em 2011.

Hagia Sophia

A igreja Hagia Sophia de Istambul, construída em 537 d.C. como uma igreja ortodoxa grega, foi a sede do cristianismo oriental por 900 anos antes da cidade ser tomada no século 15 pelo sultão Mehmed II, o Conquistador, que a converteu em uma mesquita otomana.

Em 1934, o fundador da Turquia moderna, Mustafa Kemal Ataturk, proibiu o culto em Hagia Sophia e a designou como museu.

Há dois anos, o atual governante, Recep Tayyip Erdogan, converteu o templo em uma mesquita novamente, como forma de agradar parte da liderança muçulmana mais radical e desviar a atenção da crise política e econômica atravessada pelo país.

Síria: igreja é bombardeada durante inauguração; 2 pessoas morreram e 12 foram feridas
Escombros da igreja recém-construída e bombardeada na inauguração; Foto: reprodução/Aleteia/AFP





Gospel Mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.