Igrejas no Sri Lanka marcham em oração pelo país: “Desmoronou”


Situado ao sul da Índia, o Sri Lanka é um país que vem atravessando um dos piores momentos da sua história, com uma crise econômica e política que o fez “desmoronar“, segundo declaração do primeiro-ministro Ranil Wickremesinghe em junho desse ano.

Por causa disso, cristãos do país resolveram se mobilizar em prol de uma marcha de oração na capital Colombo, a fim de que Deus intervenha e mude a realidade local, a qual resultou na fuga do presidente Gotabaya Rajapaksa.

Segundo informações da Portas Abertas, inúmeros cidadãos do Sri Lanka estão passando por dificuldades para obter alimento. A crise no país foi agravada devido ao contexto internacional de guerra na Europa e pandemia do novo coronavírus.

“Nossa economia enfrentou um colapso completo”, disse Wickremesinghe, ressaltando que os 22 milhões de habitantes do país estão “enfrentando uma situação muito mais séria” agora.

Itens básicos como arroz, desapareceu das prateleiras dos mercados, enquanto o preço dos outros alimentos dispara. O combustível também está faltando, impedindo até mesmo que os doentes se desloquem aos hospitais.

“Não é tarefa fácil reviver um país com uma economia completamente em colapso, especialmente um que está perigosamente com poucas reservas estrangeiras”, disse o primeiro-ministro do país em junho, no Parlamento.

“Se pelo menos tivessem sido tomadas medidas para desacelerar o colapso da economia no início, não estaríamos enfrentando essa situação difícil hoje”, completou. Como resultado, segundo informações da CNN, a população invadiu a casa presidencial no último dia 9.

O presidente do Sri Lanka, Gotabaya Rajapaksa, fugiu do país em um avião militar. Em 13 de julho, do exílio nas Maldivas, ele renunciou ao cargo. A Portas Abertas pede para que os cristãos se unam em oração pelo país, a fim de que a situação econômica seja restabelecida o quanto antes.

‘Só Deus explica a gente estar de pé’, diz Bolsonaro sobre crises

Assine o Canal





Gospel Mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.