jovem muçulmana ouve Jesus e se converte


Apesar do radicalismo islâmico reprimir qualquer pregação do Evangelho de Jesus Cristo entre os muçulmanos, Deus tem utilizado maneiras diversas para alcançar os perdidos, incluindo os sonhos. Foi assim, por exemplo, que uma jovem muçulmana chegou à conversão.

Vivendo na Indonésia com a sua família muçulmana, a jovem nunca havia aprendido sobre a real natureza de Jesus. A sua curiosidade foi despertada durante o ensino médio, quando ouviu um trecho da música cristã “As You Want”.

“Então, eu me lembrei que quando eu era criança, essa música foi tocada durante um programa de TV”, disse ela, lembrando que sempre ficava tocada, sentindo-se em paz, quando ouvia a canção.

Segundo informações da organização Portas Abertas, a jovem muçulmana que não teve o nome revelado por razões de segurança, passou a pesquisar sobre o Salvador na internet, fazendo a seguinte pergunta: “Quem é Isa al-Masih (o nome dado a Jesus no Alcorão) no cristianismo?”.

Inquieta com o fato de estar diante das verdades mais importantes da sua vida, a jovem passou a pedir discernimento a Deus, até que o Senhor resolveu agir. Certo dia, a muçulmana teve um sonho, onde ouviu a seguinte frase: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida”.

Sem saber do que se tratava, ela voltou a pesquisar e descobriu se tratar de uma passagem bíblica localizada em João 14:6. “Cheguei à conclusão de que Isa Al-Masih (Jesus) é o caminho e a verdade e a vida. Fico arrepiada ao lembrar daquele momento”, contou.

Perseguição

A jovem muçulmana finalmente entendeu que Jesus Cristo é a revelação de Deus e entregou a sua vida para o Senhor. Isso aconteceu durante um período em que ela estava fora da casa dos seus pais, junto a um tio cristão.

De volta à Indonésia, a nova cristã passou a ser alvo de perseguição por parte dos muçulmanos. “Uau! Você é um infiel agora? Por que você usa um colar de cruz?”, disseram eles, se referindo a um colar com um crucifixo que a jovem carregava.

“Eles tiraram o colar do meu pescoço e jogaram fora. Eu estava com dor, mas não estava brava com eles. Eu queria mostrar a eles o amor de Jesus”, contou ela. Por causa do clima tenso, ela também não contou sobre a sua conversão aos seus pais, escondendo um documento de batismo em seu guarda-roupas.

Felizmente, a Portas Abertas passou a dar suporte à jovem cristã, lhe mantendo segura, visto que os seus pais acabaram descobrindo a sua nova fé. Mesmo com a perseguição, porém, a ex-muçulmana se mantém firme e continua seguindo a Jesus Cristo em uma residência secreta, segundo o The Christ Gospel Radio.





Gospel Mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.