Justiça mantém ligado os aparelhos de menino que fez ‘desafio da internet’


Os pais do menino Archie Battersbee, de 12 anos, agora respiram mais aliviados. Isso porque, o Tribunal de Apelações do Reino Unido decidiu revogar uma decisão judicial que havia determinado o desligamento dos aparelhos que mantém o adolescente vivo no Royal London Hospital.

Por causa de um diagnóstico de “provável morte” cerebral, uma juíza resolveu determinar que o hospital onde o garoto está internado desligasse os aparelhos que mantém algumas das suas atividades vitais em funcionamento.

A decisão causou desespero nos pais, que iniciaram uma batalha judicial e de oração pela vida de Archie. “Ele mantém sua própria pressão arterial, ele mantém sua própria temperatura. E ele tem segurado minha mão. Em uma ocasião, ele apertou meus dois dedos com tanta força que eles ficaram vermelhos.”, disse Holly Dance, a mãe do garoto.

Os argumentos de Holly e do Christian Legal Centre, um escritório de advocacia que oferece apoio gratuito aos cristãos, foi de que Archie ainda pode se recuperar, mesmo tendo lesionado o cérebro devido ao ‘desafio da internet’.

Archie foi encontrado inconsciente pelos pais no dia 7 de abril, com um cordão no pescoço. O garoto, segundo a mãe, aceitou fazer um desafio chamado de “apagão”, que consiste em se asfixiar até desmaiar. Infelizmente, desde então ele não acordou mais.

Holly fez um alerta aos pais, dizendo que todos precisam estar cientes do que circula nas mídias sociais, a fim de proteger os filhos contra conteúdos apresentados como “brincadeira”, mas que podem ser fatais.

“Acho importante dizer que Archie estava copiando um desafio online que viu nas mídias sociais. Acho que os pais precisam saber sobre esse tipo de coisa e o quão rápido isso pode mudar sua vida”, disse a mãe.

Agora com a nova decisão judicial favorável a Archie, os pais do menino poderão continuar orando para que Deus atue em sua vida e o recupere o quanto antes. “Conheço milagres, de quando as pessoas voltam da morte cerebral”, disse Holly em outra ocasião, segundo o UOL.





Gospel Mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.