Deive Leonardo diz que hacker excluiu seu canal do YouTube


Deive Leonardo publicou Stories afirmando que seu canal no YouTube foi excluído da plataforma. Ainda sem maiores informações a respeito do incidente, ele acredita que pode ter sido vítima de um hacker.

Conhecido como um dos expoentes da chamada teologia do coaching, Deive Leonardo fez fama nas redes sociais com pregações motivacionais, sobre autoaceitação e consolo para adversidades. Suas palestras, em todo o país, atraem milhares de pessoas, todas as semanas.

“Gente, agora é 07h09 da manhã, eu todos os dias acordo às 07h, todas as segundas, para ver se o vídeo entrou, se está tudo certo, e hoje pela primeira vez eu entrei e o canal está excluído”, introduziu o pregador.

“Eu não sei como, não sei o que está acontecendo, ainda. Mas, alguma coisa aconteceu e a gente vai ter que descobrir. Acredito que hackearam. Ontem teve uma live super estranha que fizeram, a gente conseguiu derrubar, não tinha ninguém conectado à conta. Então, orem por nós. A gente está correndo atrás para dar certo. Tem uma palavra que é ‘Ninguém fica para trás’, para ser liberada hoje, e é isso. Orem por nós”, pediu.

No Instagram, ele acumula mais de 11 milhões de seguidores, enquanto sua página no Facebook soma 4,1 milhões. Já no YouTube seu canal somava 7 milhões de inscritos antes da suposta invasão hacker e exclusão da conta.

Polêmicas

A postura do pregador, assim como suas mensagens antropocêntricas, o fazem receber críticas de diferentes vertentes do meio evangélico, embora seja muito elogiado nos meios neopentecostais.

Há aproximadamente um ano, o pastor e teólogo Yago Martins teceu críticas a uma mensagem de Deive Leonardo, dizendo que suas pregações “anestesiavam pessoas a caminho do inferno”, já que, em linhas gerais, o arrependimento era um tema omitido em suas palestras.

Na ocasião, ao participar do podcast Jesus Copy, o pregador da teologia do coaching afirmou que tinha “nojo dessa classe de teólogos”, e que muitos de seus críticos agiam de forma a atacar sua “conduta ilibada”.

Por outro lado, o pastor Silas Malafaia, conhecido por ser pregador da teologia da prosperidade, reprovou a atitude de Deive Leonardo ao tirar uma foto com o padre Fabio de Melo.

À época, o sacerdote católico publicou a imagem em sua conta na rede social e elogiou o trabalho de Deive Leonardo, que respondeu com outro afago: “Que presente do céu conhecer o senhor! Existem pessoas que vemos de maneira clara o brilho de Jesus! E hoje meus olhos brilharam! Quanta graça de Deus”.

Malafaia não deixou passar batido, e bem a seu estilo, criticou: “Não dá para esperar as férias acabarem para esse vídeo. Escute o que vou dizer: nós evangélicos criticamos o Porta dos Fundos, mas pela porta da frente estão esculhambando com nossos princípios. Uma garotada youtuber evangélica, virou modinha estar perto de famoso, elogiar, e na maior cara de pau quebrar princípios”, introduziu o líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC).

Em seguida, Malafaia diz que “princípios são normas de Deus, inegociáveis, que não depende nem de Antigo, nem de Novo Testamento”, e diz que a idolatria é algo reprovado em toda a Bíblia Sagrada. “Estão confundindo princípios com amor”, acrescentou.

“Princípios inegociáveis do Evangelho: idolatria, não tem negócio. […] Aí um padre, famoso, vem um youtuber evangélico, também famoso, dizendo ‘olha, você tem uma luz de Cristo’… Quer dizer que quem adora ídolo tem a luz de Cristo? Quem adora ídolo está em trevas! Será que esse moço, que falou essas asneiras, nunca leu Isaías 40, Isaías 44, nunca leu Salmos 115:1-9, I Coríntios 8, Apocalipse 21:8?”, questionou Malafaia.





Gospel Mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.