“Poderia te matar; escolhi deixar você viver”


O aborto vem sendo alvo de intensos debates, após um documento vazado à imprensa, oriundo da Suprema Corte dos Estados Unidos, revelar que o Tribunal está prestes a revogar uma lei que legalizou a prática no país.

Nesse contexto, gravações polêmicas envolvendo defensores do procedimento estão sendo divulgadas nas mídias sociais, com algumas causando verdadeira repulsa em quem assiste.

Uma delas foi divulgada pelo perfil Libs of TikTok, que tem sido alvo de críticas por expor ativistas pró-aborto e LGBTs agindo de forma extremista. Na gravação, uma mulher amamentando aparentemente seu próprio filho, um bebê, faz uma declaração chocante:

“Poderia ter te matado, mas escolhi deixar você viver”, diz a mulher com a criança no colo. “Eu poderia simplesmente escolher deixar você não existir, mas eu deixo você existir”, acrescenta a defensora do aborto, na sequência.

No vídeo, a mulher parece falando em tom de deboche em relação aos críticos da sua fala, argumentando que o fato do seu bebê ter nascido foi por causa da sua escolha, mas no sentido de que foi graças a poder decidir abortar ou não que a criança estaria viva.

“Toda mulher deveria ter uma escolha”, diz a mãe, enquanto aparece em outra cena acariciando o bebê, aparentemente recém-nascido. Internautas reagiram com indignação ao vídeo, cogitando como o bebê poderá se ver diante da mãe no futuro.

“Eu não posso nem começar a imaginar como essa criança vai ser criada”, observou uma internauta, enquanto outro usuário associou a fala da mulher, suposta mãe da criança, ao próprio Satanás.

“Tudo o que posso pensar ao assistir isso é o quão fofo, precioso, lindo, adorável e especial esse bebê é. Que outro além do Pai da Mentira poderia falar dessa maneira com um presente tão incrível de Deus?”, postou o internauta. Assista o vídeo chocante (em inglês), abaixo:

Assine o Canal





Gospel Mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.