‘Meu corpo, minhas regras’? Pastor lembra que ‘Deus diz que nada é seu’


O pastor e escritor Francis Chan criticou o popular slogan abortista “meu corpo, minhas regras”, lembrando em um sermão recente que “Deus diz que nada é seu”.

Francis Chan, 54 anos, ex-pastor da Igreja da Comunidade Cornerstone na Califórnia (EUA), foi um dos preletores do The Send realizado na última semana em Kansas City, no Missouri.

O sermão pregado foi baseado no livro de Jó, com o eixo principal da mensagem reverberando que o servo de Deus era alguém “temente, irrepreensível e reto” e que sempre “se afastava do mal”.

Em certo ponto da pregação, o pastor afirmou que da mesma forma que Deus admirava Jó por sua obediência, talvez Deus esteja admirando os cristãos hoje que são contra o aborto e não têm medo de compartilhar sua posição com os outros:

“Será que Deus está dizendo: ‘Olhe para esta geração […] olhe para essas pessoas, eles não vão recuar da Palavra de Deus, eles realmente acreditam em um dia de julgamento, eles estão dispostos a pregar isso, eles estão realmente dispostos a falar pelas vozes dos nascituros, eles não estão recuando disso?’”, questionou.

“Para qualquer um de nós que pensa que podemos entrar na presença de Deus e dizer: ‘Deus, por que você me fez assim? Por que eu passei por isso? Este é o meu corpo, minhas regras’, Deus diz: ‘Não, espere um segundo. Não. Nada é seu. Eu trouxe este mundo à existência’. O mundo é do Senhor e tudo o que nele há. É tudo feito por Ele. E Ele não me deve uma explicação”, argumentou.

Chan também fez referência a Isaías 66:2, quando Deus diz: “‘Não foram as minhas mãos que fizeram todas essas coisas, e por isso vieram a existir?’, pergunta o Senhor. ‘A este eu estimo: ao humilde e contrito de espírito, que treme diante da minha palavra’”.

“Você treme diante da Palavra de Deus? Você treme? Porque se você quer que Deus o escolha e o veja, você precisa tremer diante de Sua Palavra. Você treme em Tiago 4:6 , onde diz: ‘Deus se opõe ao orgulhoso’? Se houver um verso para tremer, pode ser isso”, enfatizou o pastor.

Advertindo os que ouviam sua pregação, Chan declarou que é preciso tomar cuidado para não se tornar um cristão de fachada, que “não está perto do Deus da Bíblia”, pois os que se tornam assim, “podem cantar e chorar, podem falar sobre seu tempo de silêncio, mas se são orgulhosos, não estão muito perto desse trono”.

“Aqueles que estão mais próximos de Deus são aqueles que são mais humildes. Você entende esse Deus a quem oramos? Quando as pessoas estavam perto de Deus, elas não eram orgulhosas. Então, sempre que vejo orgulho em minha vida, a resposta para isso não é ‘OK, deixe-me tentar ser mais humilde’. Não. ‘Deixe-me tentar me aproximar de Deus’. Porque quando estou na presença de Deus, não vai haver orgulho lá”, enfatizou, de acordo com informações do portal The Christian Post.





Gospel Mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.