Joana Prado se arrepende da época de Feiticeira: ‘Preciso seguir a Jesus’


Considerada um símbolo sexual no passado, Joana Prado, que no Brasil ficou conhecida nas mídias como “Feiticeira“, contou um pouco do seu testemunho de vida, explicando que desde a sua conversão a Jesus Cristo, o seu foco agora está em se dedicar ao Reino de Deus e aos cuidados da família.

Casada com o lutador de MMA Vitor Belfort, com quem tem três filhos, Joana Prado Belfort disse que se arrependeu da época de Feiticeira, mas que tudo do seu passado acabou servindo de alguma forma para lhe amadurecer enquanto pessoa.

“Um dia a máscara caiu”, disse ela o canal da atriz Karina Bacchi, sobre o momento em que decidiu seguir a Cristo. “É uma escolha que fazemos de abandonar a velha criatura para viver em novidade”.

Para Joana Prado, seguir o evangelho não é algo que está relacionado à religião, mas a um modelo de vida que reflete a vontade de Deus. “Não basta se tornar mais um cristão, é preciso ser discípulo de Jesus”, disse ela.

‘Me arrependo’

Sobre a época de Feiticeira, Joana Prado condicionou o seu arrependimento à necessidade de transformação, o que de fato ocorreu. Isso também incluiu a sua exposição em uma revista masculina.

“Me arrependo da época da Feiticeira e arrependimento significa mudança de vida”, disse ela. “Mas isso fez parte da minha vida e eu amadureci com tudo isso. Apesar de ter feito PlayBoy e ter sido considerada símbolo sexual, nunca vendi o meu corpo de forma literal, eu sempre me preservei”.

Atualmente, a esposa de Vitor Belfort, que também lhe auxilia na parte empresarial, faz da sua conversão a Cristo um exemplo de mudança de vida. Ela testemunha isso no livro “A Casa da Mãe Joana”, onde também trata de valores familiares e experiência profissional. Veja também:

“Somos ovelhas do mesmo pastor”, diz Joana Prado ao falar de Michelle Bolsonaro

Assine o Canal





Gospel Mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.