abortistas miram igrejas e planejam protesto no Dia das Mães


Desde que foi vazado um documento indicando que a Suprema Corte dos Estados Unidos está prestes a derrubar a lei “Roe vs Wade”, que instituiu a legalização do aborto em todo território americano em 1970, grupos abortistas passaram a reagir ferozmente para pressionar os magistrados contra essa decisão.

Um desses grupos é o Ruth Sent Us, que tem usado as suas mídias sociais para instigar os defensores do aborto como uma “escolha”, a ir em igrejas cristãs no próximo dia 8 de maio, o Dia das Mães, para protestar contra a iminente revogação da “Roe vs Wade”.

“Se você é um ‘católico por escolha’ [aborto], ex-católico, de outra ou nenhuma fé, reconheça que seis católicos extremistas decidiram derrubar Roe”, diz um comunicado feito pelo grupo, se referindo aos seis ministros da Suprema Corte que já teriam definido o voto pela derrubada da lei.

Como o Supremo dos EUA possui nove ministros, os seis votos supostamente já definidos constituem a maioria, muito embora o chefe da Corte, John Roberts, tenha dito dias atrás que o documento vazado, apesar de autêntico, ainda não é a versão final dos votos.

Ainda assim, os abortistas estão furiosos com a situação, pois entendem que a possível derrubada da lei “Roe vs Wade” permitirá que todos os estados americanos possam definir por conta própria a total proibição ou não do aborto, diferentemente do contexto atual.

“Fique em uma igreja católica local no domingo, 8 de maio”, orienta o Ruth Sent Us, segundo a Fox News. Outra organização, a Rise Up 4 Abortion Rights, também está organizando protestos em frente às igrejas, no Dia das Mães.

“Várias cidades estarão realizando protestos do lado de fora de igrejas proeminentes em suas cidades, onde pode parecer um grupo de pessoas segurando cartazes”, anunciou o grupo.

Igreja atacada

Na última quarta-feira, uma igreja situada em Boulder, no Colorado, chegou a ser atacada por vândalos pró-aborto. Eles picharam a fachada do templo com frases como “proibição de nossos corpos” e “meu corpo, minha escolha”.

Vandalismo na Igreja Sagrado Coração de Maria.
Igreja vandalizada por defensores do aborto nos EUA. Foto: reprodução/redes sociais





Gospel Mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.