Supremo dos EUA está prestes a revogar a legalização do aborto no país


Cristãos e conservadores em todo mundo estão comemorando o vazamento de uma informação que poderá impactar diretamente na vida de milhares de inocentes. Se trata da possibilidade da Suprema Corte dos Estados Unidos revogar a legalização do aborto no país, em âmbito  federal.

É a revogação de uma decisão conhecida como “Roe vs Wade”, em vigência nos EUA desde 1970. Na prática, esta foi a decisão que tornou o aborto legal em nível federal, fazendo com que todos os estados americanos estejam submissos a ela.

Apesar dos estados terem alguma independência, podendo estipular condições para a realização do aborto, a lei “Roe vs Wade” se sobrepõe às federações, fazendo com que a prática seja legalizada em algum nível.

No Texas, por exemplo, foi aprovada uma lei que impede o aborto se um batimento cardíaco fetal for detectado. Bebês que ainda não possuem o órgão completamente formado, portanto, podem ser abortados.

Se a Suprema Corte revogar a lei “Roe vs Wade”, por outro lado, ficará a critério de cada estado estipular as suas diretrizes, podendo proibir o aborto por completo, independentemente da fase de gestação, o que beneficiará diretamente os governos conservadores locais.

O documento é real

Inicialmente, o documento que mostra qual é a posição da maioria da Suprema Corte americana pela derrubada ou não da legalização do aborto nos EUA, foi tratado como especulação, uma vez que foi vazado.

Contudo, segundo informações do G1, o chefe da Suprema Corte, John Roberts, já confirmou nesta terça-feira (03) que o documento é real. Nele, cinco dos nove ministros do Tribunal se posicionam pela derrubada da lei “Roe vs Wade”.

O presidente dos EUA, Joe Biden, já se pronunciou quanto ao caso, afirmando que o seu governo fará tudo para garantir o que ele chamou de “direito da mulher a escolher” – neste caso, a morte ou não de bebês no útero materno.





Gospel Mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.