“Só Deus poderia fazer o milagre”, diz homem curado de doença mortal


Diagnosticado com uma doença que pode ser mortal, Valmor Monteiro de Lima não deixou de acreditar na providência de Deus para a sua vida. O homem de 42 anos residente no Rio Grande do Sul, viu o quanto a cura pode vir, também, através do conhecimento humano, possível apenas pela misericórdia divina.

Em janeiro desse ano, Valmor começou a sentir dores em sua cabeça e em um dos ouvidos. Achando estranha a persistência do desconforto, ele foi até um hospital para averiguar melhor a causa, e saiu com um simples diagnóstico de otite.

Contudo, mesmo medicado contra a suposta otite, as dores persistiram mais fortes, fazendo com que Valmor voltasse ao hospital. Com o primeiro diagnóstico já descartado, novos exames revelaram que na verdade ele estava com meningite bacteriana.

Os médicos internaram Valmor na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) imediatamente, pois a doença fez aparecer um abscesso neurocerebral. Cada minuto passou a ser crucial por sua vida, já que a evolução da doença poderia levá-lo à morte.

“Meu estado era grave e o neurologista sempre foi muito franco com a minha esposa, dizendo que cada dia era uma vitória. Foi uma notícia que pegou todos de surpresa”, disse ele em um testemunho publicado pela Convenção das Igrejas Evangélicas e Pastores da Assembleia de Deus no Estado do Rio Grande do Sul.

Recuperação milagrosa

Além dos antibióticos, Valmor precisou passar por três cirurgias em seu cérebro, tudo como parte da tentativa médica de frear o avanço da doença. Enquanto isso, porém, uma verdadeira corrente de oração foi criada por amigos e familiares.

“Não tínhamos noção de quantas pessoas estavam envolvidas com o propósito de Deus fazer o milagre, mas de todos os campos onde haviam conhecidos, o meu nome estava sendo apresentado em orações. Só Deus poderia fazer o milagre e Ele fez!”, disse Valmor.

Após quase dois meses internado, Valmor foi finalmente considerado clinicamente curado da meningite bacteriana. O abcesso no seu cérebro havia desaparecido e ele teve alta médica, podendo retornar para a sua casa.

Para Valmor, não há dúvida de que a sua recuperação foi fruto das orações, algo que, agora, ele pretende converter em maior dedicação ao Reino de Deus. “Olhando para o que passei, concluo, que foi permissão”, disse ele.

“Deus me deu mais uma chance de poder viver aqui na terra, e não tenho palavras para agradecer a todos que estiveram comigo, orando por mim, nesse momento tão difícil”, conclui o cristão.





Gospel Mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.