‘Show da Fé’ rendia R$ 149 milhões por ano à Band, diz jornalista


A Igreja Internacional da Graça de Deus pagava, anualmente, R$ 149 milhões à Band para exibir o Show da Fé no horário nobre da emissora. O contrato foi encerrado, em dezembro do ano passado, após 18 anos.

O jornalista Ricardo Feltrin, do Uol, informou que a Band perdeu uma receita de R$ 12,4 milhões mensais com o aluguel de uma hora para o missionário R. R. Soares. O Show da Fé era exibido diariamente após o principal telejornal da emissora, o Jornal da Band.

“Dados obtidos mostram o tamanho da perda de receita perdida pela emissora da família Saad ao encerrar o contrato de aluguel de uma hora diária para o pastor R.R. Soares: a Band recebia incríveis R$ 12,4 milhões por mês da Igreja Internacional da Graça […] E esse valor era líquido: a Band não tinha gasto algum, só lucro. Não espanta que a emissora tenha demorado tanto tempo para tomar essa decisão”, escreveu Feltrin.

Conhecido opositor da presença evangélica em emissoras de TV aberta, o jornalista destacou que – apesar do alto lucro – a Band tinha uma perda maciça de audiência com a veiculação do programa de R. R. Soares:

“Nos 18 anos em que esteve na Band, o pastor realizava todas as noites a ‘façanha’ de derrubar a audiência da emissora de até cinco pontos de Ibope (com o ‘Jornal da Band’) para zero, em questão de segundos. Nesse espaço de uma hora também havia um ‘zeramento’ de faturamento com publicidade e, o pior e mais importante: a presença da igreja derrubava a audiência de todos os programas que vinham a seguir”, contextualizou.

A Band agora ocupa o espaço que antes era alugado pelo missionário com um programa próprio, apresentado por Fausto Silva. Já a Igreja Internacional da Graça de Deus continua investindo na locação de horários da RedeTV!, incluindo o horário nobre.





Gospel Mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.