Discovery+ exibirá documentário sobre escândalos da igreja Hillsong


Um ativista social produziu um documentário explorando erros cometidos pela direção da Igreja Hillsong e de alguns de seus pastores, e o material será veiculado no Brasil pelo serviço de streaming Discovery+.

A igreja nascida na Austrália e famosa em todo o mundo viu sua filial em Nova York se tornar o ponto de encontro para celebridades Justin Bieber e sua esposa, Hailey, o ator Chris Pratt, a cantora Lana Del Rey e as socialites Kylie e Kendall Jenner.

Em 2020, a Hillsong NYC esteve com holofotes sobre si após o escândalo de adultério envolvendo seu então pastor, Carl Lentz, que se envolveu com uma estilista muçulmana.

Esse caso, que culminou com a demissão do pastor, será um dos explorados no material que estreia no dia 24 de março no Brasil, veiculado pelo Discovery+.

Esse é apenas um dos escândalos que o produtor executivo do documentário, Dan Johnstone se propôs a explorar em Hillsong: A Exposição de Uma Mega Igreja. Em entrevista à revista Variety, o ativista social contou que seu objetivo é que o material seja visto por pessoas obcecadas pela igreja.

O documentário foi dividido em três partes, cada uma dedicada a explicar como a Hillsong se tornou uma espécie de franquia internacional e ganhou características de uma empresa.

“Eu era uma criança dos anos 1980 e 1990. Era, tipo, um grande sneakerhead (adepto da cultura urbana). Gostava de música e de moda, e cresci em um lar religioso. Então eu meio que segui a Hillsong e vi todas as barreiras que ela atravessou”, disse Johnstone.

Entre os principais personagens a serem mostrados no documentário está o pastor Brian Houston, que fundou a igreja em 1983, e é acusado de ocultar supostos crimes sexuais que teriam sido cometidos por seu pai, Frank – já falecido –, ocorridos entre 1969 e 1970.

Brian fundou a Hillsong como uma ramificação da igreja pentecostal que era pastoreada por seu pai, em Sidney. Recentemente, o pastor anunciou seu afastamento da liderança da igreja para se dedicar à sua defesa e garantir que as investigações contra ele tenham a abrangência necessária para esclarecer o fato.

À época em que os supostos crimes sexuais que teriam sido cometidos por seu pai, ele era um adolescente, já que nasceu em 17 de fevereiro de 1954 e em 1969 teria apenas 15 anos de idade.

Além das acusações contra o pastor fundador da igreja, o produtor disse que também mostrará a capacidade da Hillsong em alavancar seus ministérios de louvor a um nível hipster e como isso conseguiu atrair celebridades.

De acordo com a revista Veja, os episódios contam com entrevistas com especialistas como a a jornalista Elle Hardy, que se tornou uma especialista sobre a igreja ao produzir diversas matérias sobre a Hillsong, além de repórteres do jornal New York Post, como Oli Coleman e Hannah Frishberg, e também muitos ex-voluntários da instituição.

Assine o Canal





Gospel Mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.