‘O Senhor que nos faz existir’


A situação dos cristãos que vivem na fronteira da Ucrânia com a Rússia não tem sido nada fácil. Um missionário que vive na região relatou como a igreja local está receosa de ver as consequências de um controle russo em seu território. “Na verdade, é o Senhor que nos torna possível existir!”, disse ele.

Daniel Johnson, presidente da New Life Radio, um grupo cristão de comunicação, de tradição protestante, que leva o evangelho de Jesus para as cidades da Rússia e Ucrânia, disse que o trabalho desenvolvido por sua equipe é fundamental, tendo em vista que a liberdade de culto na Rússia é restrita.

“A New Life Radio é única porque introduzimos a rádio cristã doméstica na Rússia e na Ucrânia em FM, satélite e Internet. Também fornecemos programação para toda a antiga União Soviética”, disse ele para a Assist News Service.

A necessidade é tão grande. Após 30 anos de quase liberdade religiosa na Rússia, 99% das comunidades não têm estação de rádio cristã evangélica local”, informou o missionário, que atualmente vive na cidade de Odessa, fronteira do território ucraniano. 

Questionado sobre a possibilidade de uma invasão total da Rússia na Ucrânia, Johnson disse que o perigo é real, confirmando que essa é a verdadeira intenção do presidente russo, Vladimir Putin, especialmente no atual contexto, quando os Estados Unidos possuem em seu comando um presidente considerado fraco.

“Pergunte aos ucranianos que vivem na Crimeia o que eles pensam. Putin assumiu à força em 2014, suas forças continuam a lutar no Donbas. Se ele pode fazer isso uma vez, ele pode fazer de novo, mesmo que o Ocidente pense o contrário”, explica Johnson.

“Tudo depende de seus cálculos políticos que ninguém no momento entende completamente”, destacou, acrescentando que a OTAN não é garantia de proteção para os ucranianos, visto que o bloco político-militar não possui obrigações legais de defender a Ucrânia, diferentemente dos países membros.

Por fim, Johnson lembrou que as sansões anunciadas pela Europa e os Estados Unidos podem não ser suficientes para conter Putin, tendo em vista que a Rússia tem estabelecido, nos últimos anos, maiores acordos comerciais com a China, a qual seria uma fonte alternativa de recursos.

“Se Putin decidir que a Rússia pode lidar com mais sanções ocidentais (lembre-se, ele tem novos acordos econômicos com a China para petróleo, gás e materiais), ele pode decidir que vale a pena. Seu sonho é uma Rússia/Ucrânia reunificada. Isso seria parte de seu legado”, alerta o missionário. Veja também:

Se a Rússia avançar na Ucrânia, “as igrejas serão fechadas”, diz líder de ministério

Assine o Canal





Gospel Mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.