Famoso em Hollywood deixa de ser gay após 30 anos: “Deus se revelou”


O testemunho de Becket Cook se confunde com o de milhares de pessoas que viveram grande parte de suas vidas no homossexualismo, mas que após um verdadeiro encontro com Cristo decidiram mudar radicalmente. Vivendo como um gay assumido por 30 anos, o famoso designer de produção de Hollywood contou um pouco da sua história de conversão.

“Eu pensei que todo o propósito da minha vida e o significado da minha vida era encontrar o amor verdadeiro em outro ser humano – em um cara – e encontrar o sucesso na minha carreira”, disse ele em um testemunho recente.

Cook disse que após assumir a sua homossexualidade ainda na faculdade, passou anos buscando encontrar satisfação pessoal nas pessoas, criando expectativas que logo se mostravam fracassadas.

“Depois de cada relacionamento com um cara, e depois que terminava, eu tinha amnésia total de como tudo terminava. E eu pensava, oh, o próximo cara vai ser perfeito e o próximo cara vai ser incrível”, disse ele.

Ao menos um aspecto da vida de Cook foi alcançado positivamente: a sua vida profissional. Como ele havia desejado, realmente alcançou a fama pelo talento como produtor cinematográfico na capital mundial do cinema, que é Hollywood.

Cook disse que passou a trabalhar com inúmeras celebridades do cinema e da moda, também se tornando famoso. No entanto, foi também o sucesso profissional que lhe fez perceber o vazio que havia em sua vida, do ponto de vista espiritual e emocional.

“Tive muito sucesso na minha carreira como cenógrafo, designer de produção. Quer dizer, eu estava fazendo capas para a Vogue e para a Harper’s Bazaar. Trabalhei com muitas estrelas pop como Katy Perry e Paris Hilton e Oprah”, disse ele.

“Tipo, todo mundo que você pode imaginar – eu trabalhei com eles. E também comecei minha própria linha de moda masculina que foi bem sucedida. Nossas roupas estavam em, você sabe, LA, Nova York, Paris”, destacou.

Durante um evento com famosos, apesar de tanta fama e pessoas ao seu redor, Cook percebeu que o sentido da vida vai muito além da mera existência terrena, e tudo o que ela oferece de passageiro. Isso o fez se questionar profundamente.

“Eu estava meio que olhando para a multidão, isso me tocou profundamente. Eu estava tipo, isso é tudo que existe na vida? Só ir a festas pelo resto da minha vida, é isso que importa? E eu realmente comecei a entrar em pânico naquela noite. Fiquei sobrecarregado com uma sensação de vazio.”

A transformação de um gay

A mudança na vida de Becket Cook teve início quando ele estava com o seu melhor amigo, que também é gay, em um café situado em Los Angeles. Eles notaram na mesa ao lado que havia bíblias sobre ela, e então resolveram perguntar aos proprietários se eram cristãos.

“Finalmente eu me virei e disse: ‘Vocês são cristãos?’ E eles simplesmente explicaram para mim. Me disseram no que eles acreditam. Eles me disseram o evangelho. ‘Então, o que sua igreja em Hollywood acredita sobre a homossexualidade?’ E eles ficaram tipo, ‘Bem, você sabe, nós acreditamos que é um pecado.’ E o que é interessante sobre isso é que, em primeiro lugar, eu apreciei como eles eram francos e honestos”, disse Cook.

Através desse primeiro encontro, Cook disse ter recebido um convite para visitar uma igreja local, e após refletir bastante ele aceitou e foi ao culto. Na ocasião, a pregação foi sobre Romanos 7, o que lhe tocou profundamente.

Quando teve a oportunidade, Cook se dirigiu a uma das pessoas da igreja que estava orando por quem desejasse, a convite do pastor. “Foi a primeira vez que eu realmente ouvi o evangelho e o entendi… e antes de partir, ele [o pastor] convidou as pessoas para orarem do lado da igreja”, disse ele, segundo a CBN News.

Foi durante o momento da oração que Cook se viu preenchido pelo Senhor. “E de repente, o Espírito Santo me inunda, e Deus se revelou a mim naquele momento. E ele disse, ‘Você agora é adotado em meu reino. Bem-vindo.’ E eu fiquei tipo, ‘Uau!’ (Risos) E eu comecei a chorar, histericamente falando”, contou.

“E eu sabia, naquele momento, eu sabia no fundo do meu ser que ser gay não era mais quem eu era. Mas eu não me importei. Como se eu tivesse acabado de conhecer Jesus Cristo”, destaca Cook.

O homem que até então era gay, disse ter compreendido a sua verdadeira identidade sexual através dos propósitos de Deus para cada ser humano. Ele também rebateu acusações de que, na verdade, estaria apenas se iludindo por lutar contra os próprios desejos.

“Algumas pessoas podem dizer que estou apenas suprimindo quem eu realmente sou, mas eles não entendem porque, você sabe, eu vivi essa vida por muito tempo e eu marchei em paradas do orgulho gay. Marchei em paradas de igualdade no casamento gay. Eu era super gay. Tentei isso por 30 anos. Isso é realmente quem eu sou agora”, contou.

Por fim, Cook disse que não abrirá mão da sua felicidade através de Cristo e que um dos seus atuais desejos é compartilhar essa verdade com outras pessoas. “Não é uma felicidade do mundo”, disse ele.

“É uma alegria que vem de Cristo. Com Deus, eu sinto esse amor incondicional Dele que nunca vai embora. Como Ele nunca vai me deixar ou me abandonar. homem atrás porque Ele vale a pena”, concluiu.





Gospel Mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.