Grupo de igreja cria empresa para ajudar jovens no mercado de trabalho


Até onde vai a responsabilidade da Igreja Cristã em relação aos problemas sociais? Para um grupo de adolescentes de uma denominação situada no estado de São Paulo, sem dúvida não existem limites quando o objetivo é ajudar o próximo, por exemplo, com a entrada no mercado de trabalho.

Pensado nisso, o grupo de adolescentes da Igreja Assembleia de Deus do Ministério do Belém, em Guarulhos (SP), resolveu criar uma startup para auxiliar os jovens que desejam se qualificar para o mercado de trabalho, assim como para ingressar nas universidades públicas.

A empresa batizada de “CREIO Creative Team (C2T)” foi criada no ano passado e já vem fazendo a diferença para quem deseja aumentar às chances de conseguir um emprego na grande São Paulo.

Para um dos líderes do grupo, Wellington Matheus Rodrigues, o objetivo do “CREIO” também vai além do auxílio social, pois eles acreditam que a Igreja Cristã possui o dever de impactar a cultura vigente, de modo que a capacitação profissional é um requisito necessário para isso.

“A educação é capaz de nos tornar pessoas cada vez mais atuantes no mundo, de tal forma que podemos cumprir com excelência o mandato cultural que recebemos de Deus”, disse ele ao portal Guiame.

Além de oferecer gratuitamente cursos de inglês, intensivos pré-vestibular e workshops de orientação profissional, o projeto também busca oferecer bolsas de estudo para os alunos, aderindo ao desafio de não apenas auxiliar na parte do aprendizado, como também nas finanças.

“Sabemos que muitos estudantes possuem dificuldades financeiras para custear cursos presenciais ou online. Por isso, um dos focos da startup é proporcionar cursos gratuitos, de alta qualidade e fácil acesso para esse público”, explica Wellington.

A jovem Lays Albuquerque Florêncio, de 17 anos, foi uma das beneficiadas pela startup. Ela passou o ano de 2021 estudando para prestar vestibular, e foi através de um cursinho oferecido online pelo projeto que ela conseguiu se preparar o suficiente para conquistar a sua vaga em uma universidade.

“Tudo o que aprendi [na startup] me ajudou muito e acrescentou ao meu currículo. Hoje, eu trabalho e já estou na faculdade, graças a tudo o que aprendi e ao incentivo que tive na igreja”, disse a jovem ao Guiame.





Gospel Mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.