Mordomos da verdade bíblica em um mundo de ‘pós-verdade’


O pastor David Jeremiah pregou um sermão em que alertou aos cristãos que vivemos em um “mundo pós-verdade” onde a verdade bíblica está desaparecendo “lentamente”, e afirmou que é papel dos seguidores de Jesus preservar a interpretação das Escrituras.

Jeremiah é líder da Shadow Mountain Community Church, uma igreja sediada em El Cajon, Califórnia (EUA). Ele iniciou uma série de sermões em três capítulos, e no segundo falou sobre o papel dos cristãos como mordomos da verdade bíblica, e os problemas que a negligência com essa missão pode causar.

Jeremiah afirmou que a verdade está “desaparecendo de nossa cultura”, desaparecendo da “televisão”, “revistas” e “jornais”: “Vivemos em um mundo pós-verdade, o que significa que a Palavra de Deus é mais importante do que nunca”, disse o pastor.

“Pós-verdade significa que o que costumava ser verdade, mas não é verdade agora para nós. Pós-verdade é uma palavra que descreve nossa cultura hoje”, lamentou.

A verdade, acrescentou, tornou-se em grande parte o que muitas pessoas fazem dela. Sua definição tornou-se o que as próprias pessoas fabricaram e não tem mais base em qualquer fundamento objetivo.

No entanto, Jeremiah pontuou que os cristãos devem saber a diferença entre saber o que a Bíblia diz e incorporá-la em sua vida: “Quero que a Palavra de Deus esteja em seu coração. […] Se você não tiver a Palavra de Deus em seu coração, chegará um dia no futuro próximo em que você terá muita dificuldade em sobreviver como cristão. Temos que levar a verdade a sério”.

Dificuldades

O pastor afirmou que, na função de diretor de uma escola mantida por sua igreja, com 1.500 alunos matriculados, e como reitor da The Jeremiah School of Biblical Studies, ligada ao Southern California Seminary, ele descobriu que tem sido um desafio para ele ser um mordomo da verdade enquanto administra as duas instituições.

“Você está assistindo o que está acontecendo nas escolas de nossa nação? […] Costumávamos estudar leitura, escrita e aritmética”. Mas está bem abaixo na lista todas as coisas sociológicas que eles estão enfiando nas mentes dessas crianças desde o jardim de infância. E se não tomarmos cuidado, isso pode entrar em nossa escola cristã”, comentou.

Jeremiah exortou a congregação a orar pela escola cristã enquanto ela ainda tem permissão para se manter fiel à verdade bíblica: “Pela graça de Deus”, ele declarou que “ficará como um guerreiro com uma espada” na porta da frente da escola para evitar qualquer desvio da verdade bíblica que está sendo ensinada.

“Precisamos ensinar [os alunos] a pensarem, mas não peço desculpas por ensinar a Palavra de Deus em nossas salas de aula. Por exemplo, você sabia que a História era a história d’Ele? A história não tem sentido se você não tem Deus no centro dela. Você precisa orar por nós. Este ano, tivemos pressão constante para não ficar no centro da estrada quando se trata da verdade”, desabafou.

Mordomos da verdade

A respeito da mordomia da verdade bíblica, o pastor Jeremiah lembrou à sua congregação e aos que assistiam através das plataformas de vídeo que Deus é o dono de tudo.

“Mordomia significa que somos administradores daquilo que pertence a Deus”, disse “Estamos sob Sua autoridade constante ao fazermos o que Ele nos diz para fazer com o que Lhe pertence. Não é nosso. É d’Ele. Nós não administramos isso por nós mesmos. Nós administramos para Ele”.

“A Bíblia simplesmente está grávida da verdade da propriedade de Deus, de tudo o que dizemos ser nosso. Isso não é interessante? Dizemos que é nosso, mas é de Deus”, explicou.

Muitas vezes, disse o pastor, os cristãos não pensam que tudo pertence a Deus porque acreditam que quando trabalham e ganham dinheiro, o dinheiro se torna algo que pertence apenas a eles: “A Bíblia diz que você não pode trabalhar e ganhar dinheiro se Deus não lhe der o poder de fazê-lo”, declarou.

Ele então leu I Crônicas 29:12, que diz: “Riqueza e honra vêm de Ti; Tu és o governante de todas as coisas. Em Suas mãos há força e poder para exaltar e dar força a todos”. Em seguida, citou Provérbios 10:22, que declara: “A bênção do Senhor traz riqueza, sem penoso trabalho para ela”.

Jeremiah enfatizou que tudo vem de Deus: “O meu [versículo] favorito [sobre o tema] é Tiago 1:17: ‘Todo dom bom e perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes celestiais, que não muda como sombras inconstantes’”.

“Vamos respirar fundo, nos desiludir das grandes coisas que realizamos e do quanto temos – que pensamos ser nosso – e perceber que o que temos é o que Deus nos permitiu ter. O que Ele nos deu, o que Ele coloca em nossas mãos [é] administrar em Seu nome e nos tornamos administradores disso”, acrescentou, de acordo com informações do portal The Christian Post.

Mordomia, ele enfatizou, é mais do que o que um cristão dá, mas é a maneira como ele vive: “A Bíblia nos diz que somos mordomos da verdade. […] Esta é a verdade de Deus. E eu sou um mordomo desta verdade. […] Esta é a minha verdade? Não, é a verdade de Deus”.

“Deus deu essa verdade para mim, para você, para outros, e Ele quer que a administremos em Seu nome. Ele quer que tenhamos certeza de que está protegido e proclamado. […] Não é interessante que em um dia em que a verdade é desconsiderada, este livro ainda reina?”, questionou.





Gospel Mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.