Pastor de jovens é acusado de abusar de adolescentes menores de idade


Um pastor de jovens foi acusado de agredir sexualmente quatro crianças e enfrenta acusações de atentado ao pudor e distribuição de conteúdo explícito.

William Stefan Wahl, 28 anos, que atuava na River Church em Kimball, Michigan (EUA), foi acusado na sexta-feira de conduta sexual criminosa de segundo grau contra uma pessoa com menos de 13 anos e duas acusações de conduta sexual criminosa de quarto grau a outras duas pessoas, de 13 a 16 anos.

De acordo com os registros do processo, o pastor de jovens também foi acusado de distribuir material obsceno para crianças, atentado ao pudor com agravantes e uso de computadores para cometer o crime.

Wahl se recusou a entrar com um apelo, pois os registros indicam que ele “ficou mudo” durante sua acusação. As vítimas do abuso sexual seriam jovens da igreja onde ele atuava, afirmou o xerife do condado de St. Clair, Mat King, de acordo com informações do portal The Port Huron Times Herald.

O escritório do xerife começou a investigar Wahl depois de receber uma denúncia de agressão sexual de uma criança no final de 2021. De acordo com a emissora Fox 2, a investigação revelou que havia quatro vítimas envolvidas – duas das quais eram menores de 13 anos – e algumas das alegações remontam a 2014.

A imprensa local observou que as vítimas tinham entre 10 e 17 anos, e os investigadores acreditam que pode haver mais vítimas. A fiança foi fixada em US$ 25 mil e foi postada na segunda-feira, conforme o advogado Stephen Rabaut, que representa o pastor de jovens.

Em novembro passado, Bill Wahl, o pastor líder da River Church, disse em um comunicado que poucas horas depois de a liderança da igreja ter sido informada sobre o possível abuso infantil de dois menores, a decisão de demitir o envolvido foi tomada, e o caso foi relatado às autoridades.

De acordo com informações do portal The Christian Post, os pais das crianças envolvidas foram informados das acusações. Apesar do sobrenome idêntico, não está claro qual o grau de relação do pastor Bill Wahl com o acusado.





Gospel Mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.