‘Estou orando’, diz Damares Alves sobre convite para disputar o Senado


A ministra Damares Alves foi convidada pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) a se candidatar a senadora pelo estado de São Paulo. Nas redes sociais, a chefe do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos afirmou que está orando a Deus para decidir sobre o convite.

A revelação do convite a Damares Alves foi feito pelo próprio presidente durante uma entrevista ao programa Os Pingos nos Is, da Jovem Pan News, quando comentava a questão do vice em sua chapa na candidatura à reeleição:

“Tem um vice que a gente vai anunciar na hora certa. Anunciar agora é só complicação, confusão. Graças a Deus temos um grande leque de pessoas que querem ser vice, mas não podemos queimar a largada. Posso adiantar uma possível senadora pelo Estado de São Paulo, a ministra Damares […] O convite foi feito. Conversei com a Damares. Ela ainda não se decidiu”, afirmou o presidente.

Nas redes sociais, Damares escreveu: “Estou orando, presidente. A minha vida é dirigida por Deus. Mas eu confesso que amo o Amapá. Eu amo meus indiozinhos do Amapá”.

O comentário sobre o Amapá se deve à reação de muitos eleitores do presidente Jair Bolsonaro no estado, que gostariam de ver Damares Alves disputando a vaga do estado no Senado contra o atual senador, Davi Alcolumbre (DEM), que precisará concorrer à reeleição caso deseje continuar no cargo.

Em São Paulo, a disputa de Damares Alves seria contra a deputada estadual Janaína Paschoal (PSL), que anunciou que concorrerá ao Senado. Em 2018, ela fez mais de 2 milhões de votos na candidatura à Assembleia Legislativa, após ter sido uma das juristas que fundamentou a denúncia que resultou na cassação do mandato da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).





Gospel Mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.