Valdemiro cede imóvel de R$ 24 milhões para pagar salários atrasados


Valdemiro Santiago estaria adotando estratégias para contornar a greve dos funcionários da Igreja Mundial do Poder de Deus por salários atrasados: além de contratar terceirizados, a demissão dos grevistas não estaria descartada.

A greve, que já foi parar na Justiça Trabalhista, tem previsão para acabar no dia 19 de novembro, próxima sexta-feira. Os funcionários da Igreja Mundial se queixam por atraso nos salários e vale alimentação, além de irregularidades nos depósitos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

De acordo com informações do portal iG, Valdemiro Santiago está contratando funcionários terceirizados, e também usou um imóvel avaliado em R$ 24 milhões como garantia para obter recursos e quitar os débitos até o dia 20 de novembro.

“Um time de futebol atrasa salários por seis meses e não acontece isso [greve]”, desabafou Valdemiro no púlpito. “Na igreja, se atrasar três, quatro, cinco dias, acontece isso [a greve]. E xingam, e ofendem a nossa honra, e a da nossa família”, acrescentou o líder neopentecostal.

“Tô muito chateado com tudo isso. Infelizmente a gente que emprega milhares de trabalhadores, a gente vai ter que comunicar ao Ministério do Trabalho: acabou. Não vamos contratar mais ninguém. A gente é de carne e osso. Durante a pandemia a gente fez de tudo para não repetir o que outras empresas fizeram [redução salarial]. Então, o que a gente vai fazer? A gente vai terceirizar; vamos contratar uma empresa pra cuidar do trabalho da igreja”, finalizou o fundador da Igreja Mundial.

Regularmente, a instituição ocupa páginas de portais de notícias por problemas na Justiça relacionados a atrasos de pagamentos, em sua maioria aluguéis de imóveis usados como templos, mas também por direitos autorais, como no caso do jornalista Everton di Souza.





Gospel Mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.